Projetos

Projetos coordenados pela Profª Drª Letícia Sicuro Corrêa

 

Processamento de relações de ligação e de correferência por crianças com sintomas sugestivos de transtornos que afetam a linguagem com alta incidência em idade escolar (2018 – Atual)

Descrição: Investigam-se as habilidades de produção e de compreensão de relações de ligação e de correferência em crianças com sintomas de transtornos que afetam a linguagem de forma primária (no caso do DEL – Distúrbio Específico da Linguagem) e secundária (no quadro do TEA – Transtorno do Espectro Autista, e do TDAH – Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade), em contraste com crianças com bom e mau rendimento escolar sem aqueles sintomas. Busca-se verificar se é possível estabelecer uma diferenciação entre as dificuldades de linguagem nesses grupos em função da natureza dessas relações -- estritamente restringidas pela sintaxe (relações de ligação) ou sujeitas a condições de acessibilidade no processamento da sentença/discurso (relações de correferência). Condições específicas de acessibilidade são caracterizadas (proeminência na sentença/discurso; concordância de gênero/número; inferência pragmática). Hipóteses linguísticas/psicolinguísticas são testadas, levando-se em conta peculiaridades do sistema pronominal do português brasileiro. Espera-se prover bases para intervenção direcionada a cada grupo.

Integrantes: Leticia Maria Sicuro Correa - Coordenador / Marina R. A. Augusto - Integrante / Tatiana Bagetti - Integrante / João Claudio de Lima Junior - Integrante / Ana Paula da Silva Passos Jakubów - Integrante / Helenice Charchat - Integrante / Noemi Takiuchi - Integrante / Vanessa Gonçalves Ribeiro - Integrante / Vana Cristina Coutinho da Silva - Integrante / Caroline Pereira Miranda - Integrante / Rebecca Andriolllo - Integrante.
Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

________________________________________________________________________

Projetos de Internacionalização

 

Projeto CAPES PRINT - Integração processador-gramática no processamento e na aquisição da linguagem: especificidade de domínio, variabilidade e transtornos da linguagem

(2018 – Atual)
 

Descrição: O presente projeto vincula-se ao programa de pesquisa do LAPAL (Laboratório de Psicolinguística e Aquisição da Linguagem), que integra três vertentes: (i) articulação entre modelos de processamento linguístico e modelos formais de gramática, com vistas a prover uma métrica de custo de processamento e a lidar com questões de especificidade de domínio, no que concerne particularmente a localidade (definida formalmente) e acessibilidade (caracterizada em termos psicolinguísticos); (ii) desenvolvimento de um modelo procedimental da aquisição da língua materna, levando em conta a sistematicidade e a variabilidade dos dados que se apresentam à criança; e uma de teor mais aplicado: (iii) avaliação de habilidades linguísticas de crianças em idade escolar, para a caracterização das manifestações e da natureza de transtornos da linguagem, assim como para o desenvolvimento de procedimentos de intervenção, com vistas a contribuir para a prática clínica e/ou pedagógica. Esse programa tem tido visibilidade no cenário internacional, tem promovido o encontro de pesquisadores de diferentes instituições estrangeiras para workshops (como os realizados no contexto da Escola de Altos Estudos sobre o tema Especificidade de Domínio e Faculdade de Linguagem, transcorrida em 2015, na PUC-Rio) e dado origem a colaborações interinstitucionais, nas quais temos atuado como consultores (com a Universidade Nova de Lisboa (desde 2008); com a Escola Médica do Politécnico de Setúbal (desde 2010), com a Universidade de Lisboa (desde 2015) e com a Universidad Nacional del Litoral, Santa Fé, Argentina (desde 2008). Em 2014, deu-se início a um contato de colaboração com o Center of Multilingualism & Language Development, University of Reading, Reino Unido, intensificado em 2016, com foco no tratamento da variabilidade do input na aquisição da linguagem e em transtornos da linguagem, com vistas a promover o intercâmbio de alunos e pesquisadores. O presente projeto visa a propiciar um maior estreitamento das parcerias já estabelecidas e a ampliá-las, via a vinda de pesquisadores-visitantes, com foco em relações de dependência na sintaxe e no discurso, e o custo relativo do processamento/aquisição da linguagem diante de input variável, no que concerne a concordância, formas pronominais e à realização padrão/não padrão de estruturas complexas. Rede: University of Oslo, Southern University, Centro Politécnico de Setúbal, Universidade Nova de Lisboa, University of Konstanz, University of Reading.

Integrantes: Leticia Maria Sicuro Correa - Coordenador / Erica dos Santos Rodrigues - Integrante / Ana Castro - Integrante / Ana Paula da Silva Passos Jakubów - Integrante / RODRIGUES, Cilene - Integrante / João Costa - Integrante / Theodoros Marinis - Integrante.
Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.

Localidade e acessibilidade no processamento e na aquisição de relações de dependência

(2017 – atual)
 

Descrição: O presente projeto aborda o processamento e a aquisição de relações de dependência na interface sintaxe-discurso, buscando articular os conceitos de localidade (caracterizado no âmbito da teoria linguística) e de acessibilidade (na esfera do processamento), e explorar desdobramentos dessa articulação. Tem como foco (i) a natureza do efeito de intervenção associado a uma generalização do Princípio da Minimalidade Relativizada (Rizzi, 1990), que viria explicar dificuldades e interferências no processamento de relações de dependência local (Grillo, 2008; Friedmann, Beletti & Rizzi, 2009) e (ii) o processamento/aquisição de formas pronominais/argumentos nulos e elípticas, identificando semelhanças e diferenças na condução desses processos por falantes de Português Brasileiro e Europeu. Os principais objetivos são: (i) caracterizar a natureza do efeito de intervenção em domínios local e não-local, considerando a acessibilidade relativa do elemento interveniente, no processamento; (ii) verificar como se processa a interpretação de formas pronominais/argumento nulos de forma contrastiva (PB/PE), com vistas à caracterização de um procedimento de aquisição que possibilite a diferenciação entre essas variedades da língua; (iii) investigar o tipo de representação recuperada no processamento de elipses..

Integrantes: Leticia Maria Sicuro Correa - Coordenador / Ana Paula da Silva Passos Jakubów - Integrante / Rosane Fernandes Lira de Oliveira - Integrante / Noelle Castro Roboredo - Integrante / Michelle Perelmuter - Integrante / Ananda Maria Ferreira Missailidis - Integrante / Maria Clara Vieira Fernandes - Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

________________________________________________________________________

Projetos coordenados pela Profª Drª Erica dos Santos Rodrigues


O texto em processo: uma avaliação psicolinguística de habilidades de escrita

(2019 – atual)

 

Descrição: O projeto tem como objeto de investigação a escrita em atividade e visa a identificar características processuais de escritores com diferentes níveis de habilidade em escrita. Subscreve uma visão cognitiva da escritura, que especifica os sistemas de conhecimento, processos mentais e recursos de gerenciamento/monitoramento mobilizados durante a composição de textos. Faz uso de metodologia experimental e emprega o programa Inputlog, uma ferramenta de keystroke logging que permite a captura de dados da escrita em processo. Os participantes da pesquisa são alunos universitários com dificuldades de escrita, atendidos em um núcleo de orientação e atendimento psicopedagógico de uma universidade particular da cidade do Rio de Janeiro (grupo experimental), e alunos de Letras, com bom desempenho em escrita que atuam como monitores de produção textual (grupo controle). Os dados dos dois grupos são comparados com base em um conjunto de parâmetros informativos sobre o processo de escrita – número de caracteres e de palavras, tipos de operação de revisão, duração de pausas e locais de incidência, etc. A pesquisa pretende contribuir, em termos teóricos, para o refinamento dos modelos cognitivos da escritura e pesquisas sobre expertise em escrita; em termos metodológicos, para o emprego de novos paradigmas de investigação, com o uso de ferramentas que capturam eventos do teclado, com informação temporal associada, em situação natural de produção (validade ecológica); em termos aplicados, para a reorientação do foco das práticas pedagógicas do produto para o processo, com vistas ao desenvolvimento de habilidades de escrita dos alunos.

 

Integrantes: Erica dos Santos Rodrigues - Coordenador / Jessica Silva Barcellos - Integrante / Tiago Batalha de Oliveira - Integrante / Rachel da Costa Muricy - Integrante / Marina y Gonzales Leal - Integrante.

Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

 

 

Compreensão multimodal e letramento estatístico: pesquisas em psicolinguística envolvendo rastreamento de movimentos oculares

(2019 – atual)

 

Descrição: Este projeto volta-se à investigação dos processos de compreensão de gêneros multimodais e tem por objetivo caracterizar como se dá a integração entre informação linguística e visual na leitura desses gêneros. Busca-se identificar os fatores de natureza top-down e bottom-up que atuam nesse processo de integração e quais são as estratégias cognitivas e metacognitivas utilizadas por leitores com diferentes níveis de expertise e familiaridade com os tipos de textos investigados. Na fase atual, prioriza-se a investigação do gênero gráfico. Na pesquisa, assume-se proposta de integração línguístico-visual congruente com modelos de compreensão multimodal segundo os quais o output da informação visual apresenta natureza proposicional similar a do output do processamento linguístico. Considera-se que dificuldades na construção dessas representações ou incongruências entre as mesmas pode trazer custos ao processamento. A pesquisa tem caráter translacional e busca estabelecer diálogos entre os construtos e achados da área da Psicolinguística e os da área de Educação Matemática, mais precisamente de Letramento Estatístico. Em termos metodológicos, adota-se abordagem experimental com uso da técnica de rastreamento ocular.

Integrantes: Erica dos Santos Rodrigues - Coordenador / Antonio João Carvalho Ribeiro - Integrante / Natalia Fernandes - Integrante.

 

Processamento sintático e questões de interpretação na interface sintaxe-semântica

(2014-atual)
 

Descrição: O projeto dá continuidade às pesquisas conduzidas no âmbito do projeto “complexidade computacional em uma visão integrada processador/gramática”, focalizando, particularmente, estruturas implicadas em relações de quantificação e número(sidade) (estruturas distributivas, coletivos, quantificadores, nomes nus, etc) e fatores sintático-semânticos que determinam o parsing e interpretação de tais estruturas na compreensão e sua formulação (e monitoramento) durante a produção de enunciados linguísticos. A computação da concordância e processos de retomada anafórica envolvendo tais estruturas são tomados como informativos acerca dos fatores implicados no seu processamento. Explora-se, ainda, possível assimetria entre compreensão e produção no que tange, respectivamente, à aceitabilidade/gramaticalidade e à produção de sentenças que codificam as relações de numerosidade investigadas..
 

Integrantes: Erica dos Santos Rodrigues - Coordenador / Igor de Oliveira Costa - Integrante / Larissa Rangel Ferrari - Integrante / Mario Cesar da Silva Souza - Integrante.

 

________________________________________________________________________

 

Projetos Externos com a Colaboração do LAPAL

 

RASTROS: Um grande corpus com medidas de RASTReamento Ocular e normas de previsibilidade durante a leitura de estudantes do ensino Superior no Brasil

(2018 – atual)

Projeto multicêntrico – Coordenação geral: Sandra Maria Aluísio (ICMC – USP); coordenação na PUC-Rio: Erica dos Santos Rodrigues

 

Descrição: Atualmente, corpora de rastreamento ocular são frequentemente utilizados no estudo de custos de processamento de estruturas linguísticas para, por exemplo, (i) avaliar modelos e métricas de dificuldade sintática, (ii) para melhorar ou avaliar modelos computacionais de simplificação via compressão sentencial e (iii) avaliar a qualidade da tradução automática com métricas objetivas. No entanto, existem poucos destes recursos, para um pequeno número de idiomas, por exemplo, inglês (Luke e Christianson, 2018; Cop et al., 2017), inglês e francês (Kennedy et al., 2013), alemão (Kliegl et al. ., 2004), russo (Laurinavichyute et al., 2018), hindi (Husain et al., 2015) e chinês (Yan et al., 2010). Para o português, não existe um grande corpus de rastreamento ocular com normas de previsibilidade como os citados acima. Essa é uma grande lacuna que impede o avanço da pesquisa nas áreas de Psicologia Cognitiva, Psicolinguística e Processamento de Línguas Naturais (PLN). Neste projeto, temos dois objetivos: (i) criar e disponibilizar publicamente um grande corpus de movimentos oculares da leitura silenciosa de parágrafos curtos em Português, por estudantes do ensino superior no Brasil, e com normas de previsibilidade que estimam a previsibilidade da forma ortográfica (teste Cloze tradicional), da informação morfossintática e semântica para cada palavra no parágrafo, e (ii) contribuir para a divulgação de pesquisas utilizando a técnica de movimentação ocular nas áreas da Psicolinguística e do PLN. A metodologia para o desenvolvimento do corpus RASTROS seguirá os mesmos passos do projeto Provo (Luke e Christianson, 2018), que usou parágrafos curtos de vários gêneros; leitura de 55 parágrafos para o teste de rastreamento ocular e 5 parágrafos para o teste Cloze, sendo que cada palavra do córpus é lida por pelo menos 40 alunos. Para o RASTROS, os 50 parágrafos do córpus foram retirados de várias fontes dos gêneros jornalístico e de divulgação científica, na proporção de 35% para notícias de jornal e 15% para as de divulgação científica. Os 50 parágrafos foram selecionados de um córpus maior de 100 parágrafos para contar com a maior diversidade de fatores linguísticos relevantes para a avaliação de custos de processamento, com reflexo no processo de leitura: (i) complexidade estrutural do período (períodos simples vs. compostos); (ii) transitividade verbal; (iii) animacidade do sujeito e do objeto; (iv) tipos de sentenças (ativas/passivas/relativas); (v) mecanismos de construção de relações de correferência, entre outros. RASTROS utilizará um eye-tracker de alta acurácia - o EyeLink 1000 Desktop Mount. As apresentações dos estímulos serão feitas pelo software Experiment Builder, o processamento dos dados inicialmente será feito pelo Data Viewer ou outros softwares que se integram como Psychtoolbox-3 (Matlab) e PyGaze. Também iremos avaliar e comparar a captura dos movimentos oculares com o headset FOVE, que custa 2% do valor do equipamento EyeLink 1000, para tentar aumentar a sua utilização em áreas de pesquisa da Psicolinguística e do PLN. Usaremos 4 métodos de similaridade semântica: Latent Semantic Analysis (LSA) (Landauer e Dumais 1997), Latent Dirichlet Allocation (LDA) (Blei et al. , 2003) e Random Projections (RP) (Sahlgren, 2005), além de modelos de embeddings treinados no córpus de 1.3 bilhão de palavras do trabalho de Hartmann et al. (2017). As palavras serão anotadas com categorias morfossintáticas do tagger automático nlpnet, baseado em redes neurais (Fonseca et al., 2015). Financiamento: FAPESP.

Instituto de Neurociências e Cognição da PUC-Rio: Pesquisas interdisciplinares em infância e envelhecimento

(2019- atual)

 

Projeto interdisciplinar – Coordenação geral: Jesus Landeira-Fernandez (PPG em Psicologia Clínica da PUC -Rio)

Integrantes: Erica dos Santos Rodrigues; L. M. S. Corrêa; Cilene Aparecida Nunes Rodrigues; Daniel Correa Mograbi; Ralph Ings Bannell; Ludovic Soutif; Helenice Charchat Fichman; Thomas Krahe.

 

Descrição: As últimas décadas vêm testemunhando uma nova configuração dos campos do saber, com crescente importância do diálogo entre diferentes disciplinas. Dentro desse contexto, foi fundando, na PUC-Rio, o Instituto de Neurociências e Cognição (INCog), voltado para pesquisas interdisciplinares sobre cognição e emoção, investigando esses temas, sobretudo, em grupos clínicos ou com comprometimentos específicos. No presente projeto, dois estudos específicos dentro das temáticas do INCog serão explorados. O Estudo I propõe investigar a especificidade de domínio da linguagem em relação às funções executivas em amostras de crianças e idosos com e sem comprometimento de linguagem, com base em testes cognitivos e uso da técnica de rastreamento ocular. O Estudo II explora os correlatos neurais da regulação emocional em idosos saudáveis e pessoas com demência, utilizando eletroencefalografia e espectroscopia do infravermelho próximo. Os resultados esperados não apenas contribuirão para a caracterização teórica das funções mentais envolvidas na cognição e no processamento de emoções, mas fomentarão também, de forma aplicada, novos procedimentos de diagnóstico e intervenção para os grupos estudados. Espera-se ainda que, a partir do financiamento solicitado, o INCog se consolide como protagonista, nos cenários regional e nacional, na formação de recursos humanos, popularização científica e pesquisa acadêmica na interseção entre cognição e neurociências. Faperj -Edital N.º 11/2018- Programa "Apoio às Instituições de Ensino e Pesquisa Sediadas no Estado do Rio de Janeiro”.